terça-feira, julho 23, 2024
InícioEstadoPautada pela sustentabilidade, Alego promove 5ª edição do projeto Virada Ambiental

Pautada pela sustentabilidade, Alego promove 5ª edição do projeto Virada Ambiental

Com o total respaldo do presidente da Casa, deputado Bruno Peixoto, iniciativa idealizada pela Comissão do Meio Ambiente e Recursos Hídricos prevê o plantio de milhares de mudas nativas do cerrado em todos os municípios goianos

Reforçando sua pauta sustentável e em atenção ao cuidado com a natureza, a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), através da Comissão do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, presidida pela deputada Rosângela Rezende, lança no próximo dia 05 de junho, às 9h30, no auditório Carlos Vieira do Palácio Maguito Vilela, a 5ª edição da Virada Ambiental. O projeto, que tem como ação principal o plantio de mil mudas nativas do cerrado nos 246 municípios goianos, conta com o total apoio do presidente da Casa, deputado Bruno Peixoto.

Ressaltando a importância da iniciativa, o líder do Poder Legislativo destacou que o projeto vai diretamente ao encontro de uma de suas prioridades de gestão, que é justamente a pauta sustentável. “Junto aos demais parlamentares, estamos trabalhando diariamente para reforçar as nossas ações sustentáveis e esse projeto, muito bem coordenado pela nossa deputada Rosângela, vem nos auxiliar nesse sentido. Além de contribuir para a preservação do nosso bioma, a Virada Ambiental também faz um alerta importante sobre o cuidado com o meio ambiente, sobretudo, diante de todos os danos ambientais tão presentes nestes últimos anos”, enfatizou Bruno Peixoto.

Presidente da Comissão do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, a deputada Rosângela Rezende salientou que o projeto visa alcançar todo o estado de Goiás, bem como estimular na sociedade a necessidade da preservação do meio ambiente. “Entendo que o Centro-Oeste precisa despertar urgentemente para as questões ambientais, as preocupações com o Cerrado e as mais de 320.000 espécies que vivem nele. Queremos deixar a marca do Virada por todo o estado para estimular a valorização e preservação da natureza, garantindo que o ato do plantio provoque uma mudança não só física, mas também social na comunidade com a mudança de pensamento”, explicou.

Projeto Virada Ambiental

Inicialmente, o evento idealizado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) tinha como foco a neutralização das emissões de carbono, mas passou por uma expansão em 2019 com a Lei Estadual nº 20.552, do deputado Lucas Calil, que institui no Calendário Estadual o Dia da Consciência Ambiental, comemorado em 22 de novembro, data em que o plantio é tradicionalmente realizado.

Nesta edição, a doação das 246.000 mudas será realizada por diversas instituições incluindo a Saneago (Saneamento de Goiás), a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (SEMAD), a UFG, o Instituto de Desenvolvimento Econômico e Socioambiental (IDESA), a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (EMATER), a Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), a Saga Moto, o Sistema OCB/GO e vários viveiros municipais, que reunirão esforços para promover o plantio e fornecer orientações técnicas.

Concurso Fotográfico Yocihar Maeda

Apesar de ser a ação principal do Virada Ambiental, o plantio de mudas não é a única estratégia para a promoção de uma consciência ambiental coletiva. Na programação do evento, está previsto o lançamento do edital de inscrições do 4º Concurso Fotográfico Yocihar Maeda, cujo tema é “Cerrado – O berço das águas”. O desafio proposto aos participantes é capturar as belezas do Cerrado goiano, visando promover a valorização da natureza e a conscientização sobre a importância da preservação do bioma.

Parcerias

Outras parcerias que estão com o projeto este ano também farão parte desse resgate cultural. A Associação Caminho de Cora Coralina (ACCC), sediada em São Francisco de Goiás, que faz a manutenção de uma trilha de 300 quilômetros de extensão, perpassando oito municípios, estará presente no lançamento com a exibição de um documentário autoral e falando sobre o objetivo de promover o desenvolvimento social e crescimento econômico das comunidades, despertando consciência ambiental, cultural e social por todos que percorrem o Caminho.

No dia evento, no saguão da Assembleia Legislativa, a Cooperativa Bordana, coletivo de bordadeiras de Goiás que apoia e empodera mulheres através do artesanato e fomenta a valorização da biodiversidade do Cerrado, fará uma exposição de suas peças que exaltam a flora e a fauna do bioma. A Saneago, o Sistema OCB/GO e parceiros da agricultura familiar também farão exposições sobre sustentabilidade e preservação do meio ambiente.

Cristiano Henrique
Cristiano Henrique
Bonito,legal,inteligente e modesto.
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Mais Populares

Comentários Recentes